As orações subordinadas substantivas exercem função sintática própria do substantivo. São geralmente introduzidas por conjunções integrantes, como que e se. 

Ex: Interessa-me que você compareça. 
oração principal oração subordinada substantiva 

Classificação das orações subordinadas substantivas 

As orações subordinadas substantivas podem funcionar como: 

- subjetiva: funciona como sujeito do verbo da oração principal. O verbo da oração principal se apresenta sempre na terceira pessoa do singular e nessa não há sujeito, o sujeito é a oração subordinada. 
Ex: É necessário que se estabeleça regras nesta empresa. 

- objetiva direta: exerce a função de objeto direto do verbo da oração principal. Está sempre ligada a um verbo da oração principal, sem auxílio de preposição, indicando o alvo sobre o qual recai a ação desse verbo. 
Ex: Quero saber como você chegou aqui. 

- objetiva indireta: funciona como objeto indireto do verbo da oração principal. Está sempre ligada a um verbo da oração principal, com auxílio de preposição, indicando o alvo do processo verbal. 
Ex: Mariana lembrou-se de que Manoel chegaria mais tarde. 

- completiva nominal: funciona como complemento nominal de um nome da oração principal. Está sempre ligada a um nome da oração principal através de preposição. 
Ex: Tenho certeza de que não há esperanças. 

- predicativa: funciona como predicado do sujeito da oração principal. Está sempre ligada ao sujeito da oração principal através de verbo de ligação. 
Ex: Minha vontade é que encontres o teu caminho. 

- apositiva: funciona como aposto de um nome da oração principal. Está sempre ligada a um nome da oração principal, sem o uso de preposição e sem mediação de verbo de ligação. 
Ex: Faço apenas um pedido: que você nunca abandone os seus princípios.

 

Fonte - Viviane Pádua